Cinematográfico e introspectivo, “Sensitivity Spirals” é o novo EP do Binaryh

Lançado pela Hiato Music, disco traz o vocal de Eleonora e remix de Tiago de Renor

Um dos principais expoentes brasileiros quando o assunto é techno melódico, o Binaryh acaba de lançar seu mais novo EP: “Sensitivity Spirals”. O release, foi feito nesta última sexta (29) através da Hiato Music — gravadora fundada e administrada pelo próprio duo, em parceria com BLANCAh —, traz duas originais e mais um remix de Tiago de Renor. Ouça aqui.

Abrindo o disco, “Dhruva” é misteriosa, tensa e ainda mais introspectiva que o padrão da dupla. “Quando a fizemos, estávamos em um momento muito introspectivo. Costumamos dizer que entramos em um casulo e procuramos formas de sair dele. Na música, conseguimos passar essa sensação. Ela não explode, ela adentra. Foi o momento que saímos do nosso casulo após um tempo de mutação pessoal”, conta Rene Castanho, que forma o Binaryh junto com a parceira Camila Giamelaro.

A track é uma das tantas que tem recebido o suporte do Tale of Us — um dos principais entusiastas do duo paulista —, que a tocou, inclusive, no Tomorrowland Around the World, no ano passado (veja abaixo). “Para ela, buscamos timbres digitais para ter a liberdade de fazer algo obscuro, abusando dos filtros e efeitos, de certa forma, bem fechados”, segue Rene.

Já “Other Side”, que traz os vocais da produtora, cantora e compositora russa/alemã Eleonora (famosa por colaborar com nomes como Moscoman, CIOZ e os brasileiros Morttagua e ZAC), tem uma proposta bastante diferente. Orquestrada, harmônica e bem mais expansiva, é provavelmente a música mais cinematográfica do Binaryh.

“Quando conhecemos a Eleonora, foi muito claro de ambas as partes o desejo de fazer algo juntos. Eis que certo dia mandamos uma base que fizemos e ela retornou com a gravação dos vocais. Logo que escutamos, ficamos de cara com a profundidade; era como ouvir a emoção. Então, nada mais justo do que trazer uma harmonia com timbres orquestrais para ajudar a contar essa história. Foi fácil trabalhar com ela porque ela conseguiu ler a ideia da música de forma sublime. Foi o match perfeito”, complementa o artista.

O remix do produtor, engenheiro de som e sound designer brasileiro baseado no Canadá Tiago de Renor fecha “Sensitivy Spirals” com mais poesia, despindo “Other Side” de suas batidas e focando nas melodias, funcionando como uma espécie de poslúdio.

O EP foi masterizado no conceituadíssimo estúdio SM Mastering, que já trabalhou com artista do calibre de Nick Warren, Solomun, Carl Cox, Joris Voorn, Stan Kolev, Joseph Capriati e Hernán Cattáneo.

Sobre o Binaryh

Rene e Camila constituem a união de duas forças paralelas que possuem a mesma intensidade, aplicados ao sistema sonoro traduzido como Binaryh. Os princípios que conectam os artistas em um único código fazem reverência à era matemática e tecnológica, e o resultado de todo processo é um techno marcado por baixos vivificantes e melodias prodigiosas, que derramam luz sobre a beleza da escuridão.

Descobertos pelo selo alemão Steyoyoke em 2016, já lançaram por labels como Natura Viva, Dear Deer, Timeless Moment, Prisma Techno, Prototype e Sprout, alcançando posições privilegiadas nos charts do Beatport. Residentes do D-EDGE e integrantes da D.Agency, já se apresentaram em clubes e festivais como CAOS, Ame Club, Terraza, Vibe, Green Valley, D-EDGE Festival e Winter Music Festival — além de tours por países como Argentina, Alemanha, Grécia e China.

Ao longo de sua trajetória, conquistaram o respeito e admiração de artistas como Tale of Us, Mind Against, ARTBAT, Adriatique, Fideles, Fur Coat, Nicole Moudaber, Bart Skils, Kevin de Vries, Guy J, Miss Monique e até mesmo de nomes inimagináveis, como David Guetta, Tiësto e Markus Schulz. Em 2022, estreiam em festivais como DGTL São Paulo, XXXperience e Rock in Rio.

 

Similar Articles

Instagram

Advertisment

Most Popular