Pesquisar
Close this search box.

Expoente do techno melódico, Hunter/Game retorna ao CAOS

Projeto italiano vem acompanhado por Eli Iwasa, Magah B2B Salin e Thiago Monteiro 

Depois de uma estreia impecável no último ano, o Hunter/Game está de volta ao CAOS! Acompanhado por Eli Iwasa, Magah B2B Salin e Thiago Monteiro, o projeto italiano se apresenta nesta sexta-feira, 11, e promete entregar outro set histórico ao público de Campinas/SP.

Formado por Martino Bertola, Hunter/Game é famoso por um techno melódico singular, que mistura a sofisticação urbana de Milão (onde mora) com a introspecção da natureza que circunda a metrópole. Conceituado mundialmente, já assinou com selos como Afterlife, Last Night on Earth, Natura Viva e Bedrock Records.

No clube campineiro, mandou um set pra lá de elogiado em julho de 2022, em abertura que também contou com DJ Tennis, Eli Iwasa e Tessuto. À época, conduziu o Pistão em uma viagem enérgica e atmosférica — e agora, pouco mais de um ano depois, promete repetir a dose.

Serviço

CAOS apresenta Hunter/Game

Local: CAOS – Rua Luiz Otávio, 2995, Parque Taquaral, Campinas, SP

Data: 11/08 (sexta-feira)

Horário: das 22h às 08h

Atrações: Hunter/Game, Eli Iwasa, Magah B2B Salin e Thiago Monteiro

Ingressos: A partir de R$ 45,00 via Sympla

Sobre o CAOS

Criado por um grupo já conhecido por tratar seu trabalho e seu público como uma família, o CAOS brilhantemente revitalizou um galpão industrial na maior cidade do interior do Estado de São Paulo e o transformou em um refúgio da house, do techno e de grooves urbanos. Em mais de quatro anos de existência, apresentou noites memoráveis com artistas da linha de frente do cenário nacional e internacional, como Emicida, Gabriel O Pensador, Laurent Garnier, Carl Craig, Nina Kraviz, Marcel Dettmann, ANNA, Marco Carola, Recondite e Ellen Allien.

Com o objetivo inicial de trazer os artistas que não cabem no premiado Club 88 — conhecido empreendimento premiado dos mesmos sócios, no Jockey Club da cidade —, o CAOS se tornou um grande propagador da boa música eletrônica através do trabalho de 90 funcionários, entre técnicos, seguranças, bartenders e outros profissionais, para assegurar a diversão de um público de cerca de 1.100 pessoas em cada abertura.

Share the Post:

Related Posts