Pesquisar
Close this search box.

Kommodo convida ao mundo dos sonhos com “Rapid Eye Movement”

EP que corresponde à primeira parte foi lançado nesta sexta-feira (10), pela Movement Records

Misterioso, surrealista e repleto de significados ocultos, o mundo dos sonhos é um terreno fértil para muitos artistas — das artes plásticas ao cinema, passando também, é claro, pela música. É essa a temática que inspira o novo projeto do DJ e produtor Kommodo, “Rapid Eye Movement”, cuja primeira parte chegou nesta sexta-feira, 10, em EP pela Movement Records. Ouça aqui.

O termo “rapid eye movement” (movimento rápido dos olhos, em inglês) é mais conhecido como o sono REM — a quarta fase do sono. Ela corresponde ao seu estágio mais profundo, no qual ocorrem movimentos oculares rápidos por baixo das pálpebras (daí o seu nome), paralisia muscular, atividade cerebral intensa e batimentos cardíacos acelerados. É nela que alcançamos o descanso mais reparador, e nosso cérebro processa as emoções, memórias e aprendizados do dia, em um ambiente livre dos hormônios do estresse. E mais um pequeno detalhe: é essa a fase em que ocorrem os sonhos mais vívidos.

“Em um sonho, podemos combinar coisas familiares com o impossível. Sonhar sempre foi visto pela humanidade como algo mágico, repleto de experiências e significados, podendo conter, inclusive, curas para enfermidades e premonições do futuro. Em analogia ao último estágio do sono, o projeto ‘REM’ propõe um passeio por um mundo surrealista, trazendo paisagens, momentos e sensações que presenciamos durante os sonhos, através da música”, explica Rivadávia Coura, o Kommodo.

Esta primeira parte traz três músicas: a etérea “Broken Soul”, com os vocais da conceituada cantora carioca Mãeana; “Sleep Paralysis”, cujo nome refere-se à paralisia do sono, uma das doenças do sono mais comuns e perturbadoras, e daí já podemos entender o clima de maior tensão e distúrbio impresso na produção; e “Unknown Signals”, que tempera o techno melódico característico de Kommodo com batidas sincopadas.

“A ‘Broken’ foi a primeira música em que eu participei ativamente da sessão de gravação dos vocais. A Mãeana é uma cantora que eu sempre admirei, e foi um grande prazer quando ela aceitou o meu convite. Ela veio até Florianópolis e gravamos no estúdio da House Mag Academy. Já para a ‘Unknown Signals’, eu trouxe uma proposta diferente do que estou acostumado: um breakbeat com uma linha de baixo bastante melódica, além de uma técnica de chop nos vocais”, complementa o autor do EP.

Mais detalhes dos próximos releases que compõem o “Rapid Eye Movement” serão revelados em breve — há, pelo menos, outras cinco músicas para serem lançadas, cada uma delas correspondendo a um sonho. Ao final, Kommodo transmitirá em suas redes um set ao vivo com visuais, para ajudar a transportar os espectadores ao seu universo onírico.

Sobre Kommodo

Natural de Belo Horizonte e radicado em Florianópolis, Rivadávia Coura acumula consistentes releases musicais através do seu projeto Kommodo, que se tornou um dos mais relevantes do meio melodic techno/progressive house brasileiro.

Com mais de 15 anos de pista como DJ e 10 como produtor, Kommodo já lançou por selos como Warung Recordings, Somatic, Awen, Timeless Moment, Steyoyoke, ICONYC e Prototype Music, e se apresentou em grandes clubes e festivais brasileiros, como Green Valley, El Fortin, Terraza, Baroque, Savanna Club, Deputamadre, Universo Paralello e Winter Music Festival, além de países como Rússia e Alemanha.

Formado também em Design Gráfico, área em que atua como dono de sua própria agência, tem na criatividade seu ponto forte, e consegue transpor isso na produção musical com maestria. Suas músicas já receberam suporte de artistas como Miss Monique, BLANCAh, tarter, Modeplex, Morttagua, Soul Button, Melody Stranger e Lonya, referências mundiais do meio.

=> Ouça “Rapid Eye Movement (Part 1)” aqui.

=> Instagram @kommodomusic.

Share the Post:

Related Posts