Pesquisar
Close this search box.

The Town anuncia NE-YO, Alok, Garbage e Wet Leg

Falta apenas um dia para os fãs do The Town entrarem para a história. A partir desta terça-feira, 14 de março, às 19h, começa a venda de ingressos do The Town Card – que equivale a um ingresso de gramado, sem data, válido para um dia do evento – no site da Ticketmaster (thetown.ticketmaster.com.br). Para celebrar esta data importante, o festival acaba de anunciar mais quatro atrações de peso no line-up. No dia 9 de setembro, a icônica banda Garbage, dona de grandes sucessos que embalaram toda uma geração, faz show no palco Skyline, na mesma data que Foo Fighters será o headliner do espaço. No dia 3 de setembro, o fenômeno brasileiro e um dos melhores DJs do mundo, Alok, será a terceira atração a se apresentar no Skyline. Já no palco The One, o hitmaker NE-YO vai embalar a Cidade da Música com os seus hits atemporais e chega como a principal atração do espaço no dia 7 de setembro. Uma das maiores bandas indie em ascensão, o duo Wet Leg, formado pelas britânicas Rhian Teasdale e Hester Chambers, faz show no dia 9 de setembro no The One. The Town acontece na Cidade da Música, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de setembro de 2023.

A banda de rock alternativo Garbage consiste em Shirley Manson, Duke Erikson, Steve Marker e Butch Vig. Eles estão juntos há mais de 25 anos, vendendo mais de 20 milhões de álbuns desde sua estreia em 1995. Seu som único, composições e apresentações elétricas ao vivo chamaram atenção mundial, com sucessos nas paradas e aclamação da crítica. Eles são considerados uma das bandas mais influentes de sua geração. Seu sétimo e mais recente álbum NO GODS NO MASTERS foi lançado em 2021 com algumas das melhores críticas de sua carreira. No setlist, uma legião de fãs nostálgicos dos anos 90 poderá aproveitar um momento único de apresentações cara a cara com a banda, com sucessos como “Stupid Girl”, “Only Happy When It Rains”, “Crush” e “I Think I ‘m Paranoid”, entre outras.

Ainda no Skyline, o DJ brasileiro Alok vai agitar a Cidade da Música com seus hits mundiais no dia 3 de setembro. O artista acumula feitos importantes em sua carreira como ter sido o primeiro brasileiro a alcançar mais de 1 bilhão de plays Spotify, além de ter sido eleito em 2022 o 4º melhor DJ do mundo pela revista britânica “DJ Mag”. O artista também é único brasileiro a integrar a lista inédita da Billboard com os 100 melhores DJs do mundo, o Billboard Dance 100. Com mais de 23 milhões de ouvintes mensais no Spotify, Alok acumula sucessos como “Hear Me Now”, “Never Let Me Go”, “Alive”, “Vale Vale”, entre outros. Fenômeno da dance music, Alok acumula mais de 62 milhões de seguidores em suas redes sociais.

Uma máquina de fazer hits está pronta para fazer história na primeira edição do The Town. Hoje, o cantor NE-YO foi confirmado para se apresentar no maior festival de música, cultura e arte de São Paulo, encerrando a noite no The One, no dia 7 de setembro. Dono de singles estrondosos como “Because Of You”, “Miss Independent”, “So Sick”, “Closer”, “Sexy Love”, “Mad”, entre diversos outros, o artista prepara um show arrebatador no The One, que vai levar o público presente ao delírio com os seus grandes sucessos.

Um dos maiores nomes do indie rock da atualidade, o duo Wet Leg se apresenta no dia 9 de setembro. A banda nasceu na ilha de Wight, no sul da Inglaterra, em 2019 de uma brincadeira de amigas do ensino médio. Formado pelas talentosas guitarristas e vocalistas, Rhian Teasdale (guitarra e back in vocais) e Hester Chambers (vocais e guitarra) tem influências, como Björk, Adrianne Lenker do Big Thief e o The White Stripes, The Strokes, Kings of Leon, PJ Harvey e Joanna Newson, as músicas do duo se diferenciam por serem curtas, cheias de repetições e carregadas de atitude punk. A performance ao vivo tem conquistado a todos que têm o privilégio de vivenciar a experiência. Wet Leg lançou seu primeiro álbum em abril de 2022. Entre os singles, merecem destaque “chaise longue”, “wet dream”, “too late now” e “oh no”.

Sobre Garbage

A banda de rock alternativo Garbage é formada por Shirley Manson, Duke Erikson, Steve Marker e Butch Vig. Eles estão juntos há mais de 25 anos e já venderam mais de 20 milhões de álbuns desde sua estreia em 1995. Seu som único, composições e apresentações elétricas ao vivo chamam atenção mundial, conquistando muito sucesso nas paradas e aclamação da crítica. Eles são considerados uma das bandas mais influentes de sua geração.

Seu sétimo e mais recente álbum “NO GODS NO MASTERS” foi lançado em 2021 com algumas das melhores críticas de sua carreira. Desde então, eles começaram a trabalhar no que será seu 8º álbum de estúdio com lançamento previsto para o início do próximo ano pela BMG Records.

Sobre Alok

Alok é o artista brasileiro homem mais ouvido no mundo, e conta com mais de 21 milhõescde ouvintes mensais somente no Spotify, com mais de cinco bilhões de streams. Alok vem fazendo história com mais de 100 milhões de plays em 12 tracks de seu acervo musical, 10 milhões em 80 faixas e mais de 1 milhão de plays em 150 músicas, além de vários trabalhos bem ranqueados nos charts.

Criado em uma família com fortes raízes musicais, seu universo sempre esteve envolvido na música. Seus pais (Swarup and Ekanta), pioneiros do movimento psytrance no país, e seu irmão gêmeo (Bhaskar) todos atuam na cena eletrônica. Seu antecipado começo fez Alok um produtor proativo ao lado de seu irmão com seu projeto ‘’Logica’’. Combinando isso com suas produções solo, Alok tem criado música há mais de uma década. Perto de 20 anos depois, Alok ainda é incansavelmente dedicado ao seu ofício. Ele se tornou um dos maiores proeminentes artistas brasileiros, ganhando prêmios e honras incluindo: Melhor DJ do Brasil, duas vezes consecutivas.

No Spotify, ele alcançou grandes sucessos com hits como ‘Never Let Me Go’, ‘Big Jet Plane’, ‘On & On’, ‘Ocean’, ‘All The Lies’, ‘Hear Me Tonight’, ‘Don’t Cry For Me’ e seu remix de Medusa’s ‘Piece of Your Heart’. Seu single mais popular lançado é ‘Hear Me Now’, recentemente com mais de meio bilhão de streams no Spotify. Na mesma plataforma, a playlist ‘’This is Alok’’ é a segunda maior playlist de todos os tempos.

Sobre NE-YO

NE-YO, três vezes ganhador do prêmio GRAMMY®, hitmaker de R&B, compositor icônico, ator, empresário e filantropo, vendeu mais de 20 milhões de álbuns em todo o mundo. Seu single de estreia, “So Sick”, de 2005, alcançou o primeiro lugar na Billboard Hot 100 e foi certificado como platina quádrupla. Desde então, o artista da Motown Records/Compound Entertainment acumulou uma coleção de sucessos, incluindo “Sexy Love”, “Closer”, “Because Of You”, “Miss Independent” e “Push Back” [feat. Bebe Rexha e Stefflon Don]. Três de seus álbuns entraram na parada de álbuns atuais do SoundScan em primeiro lugar.

NE-YO também provou ser tão poderoso com sua caneta quanto no estúdio e no palco. O nativo de Las Vegas rapidamente se tornou conhecido como um hitmaker, escrevendo sucessos como “Unfaithful” de Rihanna, “Russian Roulette” e “Take a Bow”, junto com o hino de separação de Beyoncé em 2006 “Irreplaceable” e canções para artistas como Jennifer Hudson, Usher, Carrie Underwood e Celine Dion, entre outros. Os créditos de NE-YO no cinema e na televisão incluem NBC’s World of Dance, Netflix’s Dance Monsters, Empire, Stomp the Yard, Save the Last Dance, Battle: Los Angeles, George Lucas’ Red Tails, The Wiz Live!, Starz’ Step Up: High Water, Hip Hop Family Christmas Wedding e The Sound of Christmas. Mais recentemente, Ne-Yo lançou seu oitavo álbum completo, Self Explanatory, que inclui singles de destaque como “Stay Down” [feat. Yung Bleu]”, “Don’t Love Me” e “You Got The Body” e muito mais.

 

Sobre Wet Leg

Wet Leg lançou seu single de estreia, “Chaise Longue”, apenas em junho de 2021, mas seu humor seco, o aceno que lembra Mean Girls e a batida indie-disco forte as transformaram em um grande sucesso. Elas já se apresentaram em Jools Holland e Seth Meyers, esgotaram toda a turnê de 2022.

O álbum de estreia da dupla, “Wet Leg”, é um clássico instantâneo que revela as camadas da banda que mostra o coração inteligente e sombrio no centro dela. Há dança, guitarras, humor, sexo, desencanto, festas, separações, uma história sobre ser expulsa de uma loja por estar ‘totalmente em conserva’ (Supermercado) e um insulto espetacular lançado na direção de um ex-namorado: “Quando penso no que você se tornou, sinto pena de sua mãe.”

“Wet Leg” foi gravado, principalmente, em Londres, em abril de 2021, o que significa que eles tinham um álbum finalizado antes mesmo de o mundo ouvir “Chaise Longue”. A dupla se juntou a Dan Carey (Speedy Wunderground, Squid, Fontaines DC) para produzir a maior parte dele. “Era um estúdio tão bonito e caseiro, sem nenhum vidro nos separando. Não tínhamos muita experiência em gravação em estúdio, mas imediatamente nos sentimos à vontade com o Dan. Parecia certo. Fizemos amizade com seu cachorrinho branco e fofo, carinhosamente chamado de Feta. Se alguma vez caíssemos na rotina com qualquer coisa, saíamos com Feta – ela era uma luz para nós em lugares escuros, quando todas as outras luzes se apagavam.

Vendas do The Town Card começam amanhã

Amanhã será histórico, um dia diferente para o público que está aguardando ansiosamente pelo maior festival de música, cultura e arte que São Paulo já viu. A partir das 19 horas, começa a tão aguardada venda do The Town Card, que equivale a um ingresso de gramado, sem data, válido para um dia do evento.

Com o The Town Card, o fã já garante a sua presença no festival antes mesmo da confirmação de todas as bandas e atrações. A escolha do dia de evento a que o fã pretende ir deverá ser feita até 24 horas antes da venda oficial de ingressos. Após essa data, que ainda será divulgada, a escolha ficará condicionada à disponibilidade de ingressos.

O festival também vem com novidades na venda dos ingressos. Numa parceria inédita, os ingressos serão vendidos exclusivamente online através da Ticketmaster Brasil (thetown.ticketmaster.com.br), e a organização convida os fãs a já se cadastrarem na nova plataforma para facilitar a compra do The Town Card no dia 14 de março.

O The Town Card custa R$ 770,00 a inteira e R$ 385,00 a meia-entrada e não há cobrança de taxa de conveniência. Por ter um estoque limitado, o limite de compra é de até 4 (quatro) ingressos por CPF, sendo no máximo uma meia-entrada. Os clientes que adquirirem meia-entrada terão que inserir no próprio site todas as informações referentes ao documento que comprove tal condição, para posterior validação, assim como será necessário apresentá-lo no acesso à Cidade da Música, no dia do evento. O pagamento poderá ser feito por cartão de crédito ou PIX. Para pagamento com cartão de crédito, o valor poderá ser parcelado em até 6 (seis) vezes sem juros. Já os clientes que efetuarem o pagamento com cartões de crédito Itaú, Credicard ou Iti poderão parcelar a compra em até 8 (oito) vezes sem juros.

Para pagamento com PIX, basta utilizar o QR Code apresentado na tela final do processo de compra e realizar o pagamento. O prazo para efetuar a compra será de 10 minutos após a geração do código QR. É importante lembrar que, por determinação do Banco Central, há um limite de valor para pagamentos realizados por PIX entre os horários de 20h e 06h.

Para quem quiser comprar, é preciso se planejar, já que durante o Rock in Rio milhares de pessoas manifestaram interesse e reservaram o direito de serem os primeiros a adquirir seus ingressos para The Town. O The Town Card é uma edição limitada e está sujeito à disponibilidade.

The Town já nasce gigante

Dos mesmos criadores do Rock in Rio, The Town estreia na grande metrópole no dia 2 de setembro de 2023, e segue durante os dias 3, 7, 9 e 10, no Autódromo de Interlagos, em uma área de 350 mil m2, que será totalmente renovada. O novo festival já se posiciona como um evento de grande relevância, não apenas para a capital paulista, como também para todo o Brasil e já soma mais de 300 mil seguidores em suas redes sociais, lançadas há poucos meses.

O festival confirmou uma parceria inédita com o Grupo CCR, que garante que os trens que dão acesso ao Autódromo de Interlagos funcionem 24h nos dias de festival. “A experiência do público vai muito além do que ele vive dentro da Cidade do Rock e, agora, dentro da Cidade da Música. Nós nos preocupamos com essa experiência o tempo todo e isso inclui, entre muitos outros detalhes a serem cuidados, quando, no dia do festival, o fã sai de casa em direção à venue. Já endereçamos essa preocupação desde o começo, quando agendamos The Town para acontecer no final de semana ou feriado, de modo a impactar menos o trânsito da cidade. Anunciamos essa parceria inédita que vai permitir que os fãs possam chegar e sair do festival com maior tranquilidade, sabendo que poderão contar com o transporte público do trem durante 24h”, afirma Roberta Medina, vice-presidente Executiva do The Town e Rock in Rio.

A primeira edição do novo megaevento já ganhou duas músicas-tema, gravadas nas vozes de Iza e Criolo. A primeira, considerada o grande hino do evento, tem interpretação de Iza, com a participação do baterista da banda Sepultura, Eloy Casagrande, e de uma orquestra comandada pelo maestro Eduardo Souto Neto. Já a segunda, um trap em homenagem à arte e cultura da capital, foi gravada pelo rapper Criolo em uma colaboração inédita com Iza e o diretor artístico Zé Ricardo. Ambos os cantores estão confirmados no line-up do festival.

Com previsão para receber cerca de 500 mil pessoas em mais de 235 horas de música, a Cidade da Música contará com cinco palcos, onde o público poderá imergir em novas e inesquecíveis experiências. Com cenografia inspirada em ícones da arquitetura paulistana e apresentando uma diversidade única de ritmo e união de tribos, The Town chega a São Paulo com apoio, força e empoderamento de gente grande. De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, está previsto um impacto econômico de R$1.7 bilhão, o maior já visto na capital, além de gerar mais de 19 mil empregos diretos.

Uma Cidade que não dorme: The Town oferece entretenimento para todos   

Com Bruno Mars, Post Malone, Foo Fighters, Maroon 5, Racionais MC’s & Orquestra Sinfônica de Heliópolis, Ludmilla, Jão, Iza, Criolo, entre outros já confirmados no line-up, a nova Cidade da Música contará com espaços onde o público poderá usufruir da representação de elementos e locais emblemáticos da cidade. O palco Skyline é inspirado nos grandes prédios da cidade paulista e é nele que artistas do mundo inteiro irão compor as quatro atrações do dia. O palco The One, será onde a música vai além da música. Com grandes artistas e uma cenografia de tirar o fôlego, inspirada nos museus de arte de São Paulo, os mais de 30 telões de LED que compõe o palco se transformarão em uma verdadeira experiência imersiva, prometendo um show à parte e entregando uma incrível experiência para o público. O palco também vai promover grandes encontros, dar luz a artistas de renome e provocar debates e reflexões.

Do Rio para São Paulo, o New Dance Order estará dedicado à música de pista, passando pelos gêneros house, techno, trance, bass e trap. Tão especial quanto os outros palcos, The Town também conta com a São Paulo Square, espaço inspirado na região em que a cidade foi fundada. Ali se reunirão alguns dos seus principais ícones históricos, como a Catedral da Sé, Estação da Luz, Teatro Municipal, entre outros.

O festival também traz também os antigos galpões das fábricas para o palco Factory. O espaço terá o mood da cultura urbana com performances de street dance e shows de trap, hip hop e rap. Também não poderia faltar um espaço gastronômico que traz toda a diversidade da culinária paulista — o Market Square e, para completar a experiência, o festival abrigará também a Área VIP, espaço climatizado com buffet assinado por renomado chef e bar exclusivo.

Sobre a Rock World  

A Rock World é a empresa criadora de experiências que nasceu do maior festival de música e entretenimento do mundo, o Rock in Rio. Com a missão de proporcionar experiências inesquecíveis através da música e do entretenimento, a marca tem como base de sua cultura corporativa a arte de sonhar, de fazer acontecer e inspirar as pessoas através da filosofia de construir um mundo melhor.

Hoje, além do Rock in Rio, a Rock World expandiu sua área de atuação para outros projetos de produção de experiências que abrangem diferentes áreas. No Live Entertaiment, a marca possui o The Town, o novo e maior festival de música, cultura e arte de São Paulo, que acontecerá no Autódromo de Interlagos, em setembro de 2023. Na área de Conteúdo, o Rock in Rio Studios é o produto que reforça o DNA da companhia para a criação de conteúdos audiovisuais Originais e o posicionamento no mercado como uma marca ainda mais poderosa e potente de comunicação. Na área de projetos de Educação, o Humanorama e o Rock in Rio Academy buscam ativar a potência das pessoas para contribuir na construção de um mundo melhor. A empresa também possui a marca Game XP, dedicada a experiências físicas e digitais no universo de games e e-sports, incluindo o evento game XP, que reúne o mundo geek junto com a música; o Dance Off, que é a competição de dançarinos de periferias de todo o país; e a Grrrls League, que é a maior liga feminina de CS:GO do mundo. Ao ampliar sua atuação para tantos campos e diferentes negócios, a Rock World é hoje uma das maiores empresas de criação e produção de conteúdo proprietário de Live Experience no mundo.

Sobre o Rock in Rio

O Rock in Rio foi criado para dar voz a uma geração e promover experiências únicas e inovadoras. Em 1985, o evento foi responsável por colocar o Brasil na rota de shows internacionais. Batendo recordes de público a cada edição e gerando impactos positivos nos países onde é realizado, se consagrou como o maior festival de música e entretenimento do mundo. Consciente do poder disseminador da marca, hoje o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável.

A internacionalização da marca começou por Portugal, Lisboa, em 2004, onde o evento acontece até hoje, seguido por Espanha (Madri) e pelos Estados Unidos (Las Vegas). No Rock in Rio, os números não param de crescer. Pelas Cidades do Rock já passaram mais de 10.5 milhões de visitantes nestas 22 edições. Em 38 anos, o festival ganhou o mundo e tornou-se um verdadeiro parque de experiências, mas muito além disso, cresceu e ampliou a sua atuação, sempre com o olhar no futuro.

Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, o Rock in Rio preza pela construção de um mundo melhor e se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Desde a primeira edição, já gerou 237 mil empregos diretos e indiretos e investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros.

Share the Post:

Related Posts